Eça sobre Natureza e História


O Homem quebrou o selo divino que o prendia à Natureza e começou aquela mascarada eterna que se renova, que se transforma, que se agita, mas que tem sempre a mesma loucura, a mesma inutilidade, a mesma inconsequência, a mesma grotesca forma e que se chama História. Cada um tomou o seu vestuário e a sua atitude, aprendeu umas certas palavras e vai pelo mundo representando galhardamente, ousadamente, o seu galhardo, o seu ousado papel.

 

Dispersos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.