The Thing


Prefácio

 

Um clássico do cinema de terror/ficção científica, de John Carpenter.

Financeiramente, teve o azar de ser feito na mesma altura de Blade Runner e de ET. Foi ainda o ano de Poltergeist. Parece ter sido uma lei de Murphy, aquilo que destruiu os sonhos de reconhecimento interpares do realizador. Se fosse comparado com uma história de ficção científica negra «perdia» para Blade Runner. Se estivéssemos a falar de finais felizes, «perdia» ostensiva e propositadamente para o ET de Spielberg. A cereja no topo deste bolo amargo é ter os efeitos especiais destronados pelo Poltergeist.

Talvez tenha sido apenas uma boa dose de azar, uma daquelas «coisas», mas inclino-me bastante para o facto de, ao contrário dos restantes competidores, Carpenter nunca ter dado um pingo de atenção aos «conselheiros» da Academia. Foi quase obrigado a produzir um «final feliz» no qual se «provava» quem estava infectado na cena final, mas Carpenter levou a sua avante e na versão definitiva temos a melhor das conclusões: niilista e ambígua. Isso valeu-lhe o desprezo dos fazedores de sonhos.

Existem, é claro, inconsistências no argumento, sem que interesse aqui especular sobre as razões. Determinadas personagens nunca podiam fazer o que fazem, nas circunstâncias em que fazem, e a maioria delas são superficiais, com uma construção de carácter displicente. Contudo, não estamos num romance de Dostoievski, estamos num filme de terror, pelo que aceitamos, benevolentes, essas falhas.

Sobretudo, porque tudo o resto é pouco menos que brilhante. As atmosferas, associadas à música de Morricone, colocam-nos «no devido lugar», naquela fronteira em que o desconforto é confortável.

As alusões metafóricas homem/besta, máscaras, desconhecido, paranóia, realidades alternativas, vida extraterrestre, apocalipse, condição humana, existencialismo/niilismo estão todas lá.

E o tal final perfeito, também.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.